24.7.07

1 mês em resumo

Primeiro, dores tamanhas. A constatação da solidão e a ampliação do espaço. Emoções seqüenciadas. Depois, falta, pensamentos, atos e horários confusos. Um pouco depois, cansaço. Bola na trave. Duas bolas na trave. Em seguida, apanho por telefone de alguém que não conheço bem. Meu único desejo é não ficar como ela, a Florisbela do interior que chama o namorado de “meu homem”e não controla seus sentimentos baixos. Depois ainda, spams. De conhecidos. Auto-propaganda. Depois e depois, uma mensagem do urubu, aquele cuja única razão de existir é falar de si e usar as idéias dos outros para justificar seu modo de pensar, porque o puto escreve mal e não deve ter idéias próprias. Vídeos do youtube, ranking de sites e o escambau. No último tempo, vinho com lasanha, cerveja com pizza e histórias para boi dormir. Por fim, pari. De verdade. Um monte de coisas fragmentadas. Mais depois e ainda, uma baita saudade.

Do que foi e do que ainda vai ser.

0 Comments:

Publicar un comentario

Links to this post:

Crear un vínculo

<< Home