21.10.08

lição política 1

Tinha os meninos bonitos da minha praia, que surfavam, dançavam e tocavam violão em luais improvisados sobre a duna. Eles nos protegiam de todo o mal (os outros caras) quando íamos a festinhas inocentes escutar Paralamas e Guns.

Tinha os meninos bonitos da outra praia, que também surfavam, dançavam e tocavam violão e também tinham suas meninas para proteger de todo o mal.

Nós, as meninas, não nos importávamos muito com os meninos e suas façanhas incríveis, mas não admitíamos que as meninas da outra praia chegassem perto deles. E vice-versa.

Mas um dia aconteceu que uma menina da nossa praia se apaixonou por um menino da outra praia. E, para não deixá-la ir sozinha ao território inimigo, a acompanhávamos a sorveteria e até começamos a surfar mais para lá. Só que isso gerou uma sequência de agressões das meninas da outra praia. Como a gente acreditava muito no amor dos dois, decidimos levar bandeira branca e tentar um acordo.

As meninas da outra praia aceitaram, mas com uma condição: que elas também pudessem se apaixonar pelos nossos meninos. Eles, claro, gostaram da idéia.

Trato feito, um território de trânsito livre foi criado entre duas praias.

Até o dia em que a menina da nossa praia foi traída pelo menino da outra praia, com uma menina que não era de praia nenhuma.

A partir desse dia, não aceitamos mais que meninas e meninos de outra praia entrassem na nossa praia. E criamos a intolerância.

0 Comments:

Publicar un comentario

Links to this post:

Crear un vínculo

<< Home