14.11.06

Pré/Pós

Algumas considerações estapafúrdias pré-show de uma das minhas bandas preferidas:

Eu às vezes esqueço que tem gente da minha idade morando com os pais e cometo gafes. Sempre acho que as pessoas nessa faixa etária já estão pagando as próprias contas, teto e chão, mas daí eu lembro que o povo quer comprar apartamento em bairro nobre na Paulicéia, à vista. E não tem banco melhor que "Pais S.A".

Eu odeio o rodízio, não a idéia dele. Eu acho absurdo apenas porque São Paulo não oferece transporte público suficiente e quem tem de lidar com o rodízio, como eu, que trabalho longe à vera, se estrepa. Por esta razão (o rodízio) tive um fim de tarde surreal, passado em parte no estacionamento de uma clínica médica. Bizarro.

O lado bom do rodízio é que às vezes você tem de fazer hora e pode acabar em um café qualquer, comendo e bebendo sozinha sem se sentir um ET. Enorme vantagem de viver na cosmópolis. As pessoas trabalham em cafés, como fiz hoje. Ótimo.

0 Comments:

Publicar un comentario

Links to this post:

Crear un vínculo

<< Home