14.1.09

a volta do jordy

Porto Alegre e o deslumbrante litoral do Rio Grande passaram e eu nem lembro mais. E olha que só faz uma semana e meia que voltei para a pastelaria. Como diz a Dalai Jana, férias no fim de ano não é férias, é desgaste.


E o que falar de 2008? Para mim foi assim um ano mutcho bom, conheci tanta gente bacana e tanta gente babaca também. Ou seja, o equilíbrio.


E música, muita música porque sem trilha sonora não é possível viver. E internet também, porque a gente precisa vivenciar o job. E música e internet e desemboquei no blip, que eu toscamente inclui no código do blog (é, não sei mais programar; será que um dia eu soube?) e que eu achei uma idéia muito legal.


E música e internet também deu na Malla, ops, Mallu Magalhães. Quer dizer, música, internet e a Vivo, que patrocinou essa revelação da música nacional. Sou só eu que acho essa guria uma abobada? Aí junta ela e o infeliz do namorado e é tipo a visão do inferno os dois cantando juntos. Imagina que delícia conviver com esse casal, um fim de semana na praia e os dois resolvem tocar banjo e inventar uma musiquinha em inglês? Ninguém dorme! E a moça ainda diz que curte literatura beatnik, que o dromedário, ops, camelo deve ter recomendado a ela. Posso visualizar o Kerouac se revirando na cova.

Mas temos de ser tolerantes com os sucessos infantis, né gente? Então tá Jordy Magalhães, vamos esperar você terminar o colegial e deixar de ser um telletubie folk.



Etiquetas:

0 Comments:

Publicar un comentario

Links to this post:

Crear un vínculo

<< Home