11.2.08

em outro trem


Eu percebo a mim através das palavras e acho que é meio assim com todo mundo que escreve. Eu sinto a mim através da música e acho que é meio assim com todo mundo que dança. Eu às vezes não consigo me expressar nas minhas linhas, daí eu escuto alguém que sabe dizer por mim. Assim gosto das letras de música e a atenção me vem quando estou mais relapsa. Hoje me veio essa (me espera Belém que eu tô subindo):

“Suspederam a viagem
Fui parar em outro trem

Que beleza de paisagem!
Fomos rumo a Belém

Agora que é tempo

Colher fruta madura no vento

Pequi não sai do meu pensamento

Bacia cheia de manga bourbon
Nasce um sol, nasce uma noite
E um menino também vem

Que beleza de paisagem!

É meu filho que passa bem

Agora é tarde, não dá para adiar a viagem
João tem três anos de idade

Não quero merecer outro lugar
Volto, quem sabe, um dia

Porque os trilhos já tiraram do chão

Olho as tardes, vivo a vida

Nada é
em vão
Volto
, quem sabe, um dia
Porque os trilhos já tiraram do chão

Olho as tardes, vivo a vida

Nada é em vão”

Música: Viagem, Vanessa da Mata

Foto: Docas, Belém (PA) por Carlos Barretto

1 Comments:

Blogger Érika Cris said...

Rachel,
Falou pouco, mas disse tudo!
Muito bom!
bjos
Érika Cris

13/2/08 22:01  

Publicar un comentario

Links to this post:

Crear un vínculo

<< Home